Em meados de dezembro do ano de 2017, as entidades venezuelanas anunciavam o lançamento de sua primeira criptomoeda nacional, chamada de Petro. A criptomoeda está em vigor desde fevereiro de 2018. Esse foi apenas um dos passos da nova política que vem sendo desenvolvida por Nícolas Maduro no país, dado uma de suas mais recentes declarações, ainda a respeito do futuro econômico dessa região.

Na última quarta-feira, 25 de julho de 2018, o presidente anunciou a data na qual se pretende que sua mais nova moeda nacional entre em circulação: 20 de agosto de 2018. Assim, o principal destaque a respeito da estrutura dessa unidade monetária é sua vinculação à criptomoeda do governo recém-lançada, com o objetivo de transformar a economia da Venezuela para melhor.

As principais declarações a respeito do assunto estão sendo realizadas pelo próprio Nicolás Maduro. Em geral, os posicionamentos têm demonstrado um olhar bastante positivo e esperançoso quanto as novas medidas aplicadas. Os investimentos realizados no projeto são de alto nível, de modo que isso possa recuperar a credibilidade da economia do país em questão.

O nome dessa nova moeda será Bolívar Soberano, diferente do antigo Bolívar Fuerte utilizado. Além disso, um dos pontos de destaque a seu respeito é que os valores básicos foram escolhidos a partir de um corte de 5 casas decimais nos valores da moeda anterior. Desse modo, acredita-se que a medida seja um grande estímulo em favor do controle de taxas inflacionárias e seus consequentes problemas.

No mais, a associação da moeda nacional com o sistema de moeda digital criptografada do Petro permitirá claramente uma otimização das transações bancárias realizadas, desde que o potencial tecnológico oferecido seja devidamente aplicado. A perspectiva do governo é que a nova política seja capaz de atingir a economia nacional como um todo, podendo vir a se tornar um exemplo internacional.

Deixe um comentário

COMPRE BITCOIN COM REALAmefuri Blog -