eHarvestHub
A proposta da ICO eHarvestHub é de tornar acessível à todos o mercado de
alimentos saudáveis. Partindo do pressuposto que as comidas frescas são
caras e de difícil acesso, principalmente devido ao caminho longo que ela faz
antes de chegar às mercearias, a ICO identificou que parte dos lucros dos
produtores acabam por se perder. Com isso, o valor final que chega ao
consumidor faz com que seja menos atrativa a ideia de se alimentar com
produtos de qualidade.
A proposta da eHarvestHub é tornar essa comida fresca mais acessível,
fazendo a conexão dos pequenos agricultores com o comerciante e com os
caminhoneiros. Dessa forma, são eliminados os intermediários, o que torna o
valor de revenda menor, já que os custos são diminuídos. Além disso, é
possível que os produtores e transportadores lucrem mais, pois as margens de
contribuição aumentam.

Token EHH
Para negociar na plataforma da eHarvestHub, a equipe indica a utilização do
token próprio do site (EHH). Os clientes podem pagar pelos serviços indicados
com a criptmoeda, mas não é impedida a utilização de outras formas de
negociação, incluindo o modelo peer-to-peer.
A proposta da eHarvestHub, ao indicar o uso de seu token, é que os
consumidores comprem os serviços disponibilizados e conheçam os métodos
de transação baseados na moeda criptografada, que é mais rápido e seguro,
considerando que é utilizada a tecnologia blockchain.
Esse encadeamento de dados permite que informações sobre o usuário sejam
conectadas, o que facilita a negociação do cliente com terceiros (como
instituições bancárias e seguradores). Isso melhora a experiência de negócios,
além de garantir ao cliente que seu interesse seja considerado. Além dos
benefícios de compra inteligente, para os que se utilizam do token EHH, há as
vantagens do desconto que a plataforma garante.

O problema identificado pela eHarvestHub
A eHarvestHub identificou que há alguns problemas em relação à compra e
distribuição de alimentos saudáveis e de qualidade. Sua intenção é sanar
essas dificuldades com a utilização da plataforma, de modo a melhorar o fluxo
e a experiência de compra dos clientes. Entre os problemas encontrados pela
equipe da eHarvestHub estão:

Dados da fazenda: nem todas as fazendas possuem verificação de qualidade
disponibilizada digitalmente. Isso impede que os consumidores tenham acesso
aos dados das fazendas que, ou não tem os dados gravados, ou não liberam o
acesso a eles. Com isso, muitos clientes deixam de se interessar por não
conhecer o trabalho das fazendas. Ao mesmo tempo, para os produtores,
disponibilizar esses dados exigiria um mecanismo extra de assistência, o que
geraria maiores custos.
Contratos não executáveis: muitas vezes, os contratos firmados entre os
produtores, caminhoneiros e intermediários são feitos sem uma verificação
eficiente. Isso permite que haja brechas na precificação, pois os valores
acabam sendo determinados por vários agentes, o que aumenta os valores e
diminui a intenção do consumidor final em adquirir esses produtos.
Rastreabilidade e transparência: devido à presença dos intermediários, fica
difícil identificar passo a passo das transações. Isso acaba por impedir a
transparência dos contratos e a organização dos dados de rastreamento, que
conectam o produtor ao cliente final.
Desperdício de comida: as perdas no setor alimentício chegam a cerca de
US$ 1 trilhão por ano. Isso se deve ao tempo gasto para a efetivação das
transações, o que gera um desperdício dos produtos. Além disso pode causar
problemas que vão além das perdas, já que muitas empresas menos idôneas
se aproveitam para repassar produtos com a qualidade avariada. Sem um
sistema de controle, é impossível identificar todos os que fazem isso.

A solução proposta pela eHarvestHub
A ICO eHarvestHub analisou essas dificuldades do mercado e encontrou
algumas soluções que resolveriam essa temática que o nicho de produtores e
comerciantes de alimentos saudáveis enfrentam. Para isso, eles aliaram a
tecnologia à capacidade de relacionamento e encontraram métodos para sanar
essas deficiências. São elas:
Utilização de tecnologia Blockchain: através do sistema blockchain é
possível registrar a data e a hora da inclusão de produtos novos no mercado.
Com isso, o monitoramento aumenta e os dados de compradores e vendedores
fica acessível na rede, permitindo o acesso de quem desejar saber mais.
Contratos inteligentes: com esses contratos será possível auxiliar na
coordenação e na união entre os agricultores, vendedores, transportadores e
compradores. Através dos contratos inteligentes, todos conseguirão melhorar o
sistema de mercado, produzindo mais e recebendo com maior lucratividade.
Economia compartilhada: é possível negociar na plataforma fazendo
pagamentos peer-to-peer com total transparência. Por ser um sistema
descentralizado, baseado no blockchain, os custos são reduzidos e,
consequentemente, o lucro pode aumentar.

Site: //www.ehhico.com/

Whitepaper: Whitepaper

Grupo telegram: //t.me/eHarvestHub

BountyHive: bountyhive.io/r/moedashoje   Usuário: moedashoje

 

Deixe um comentário

COMPRE BITCOIN COM REALAmefuri Blog -