As criptomoedas têm representado atualmente uma forma de investimento que pode ser bastante rentável, porém é bastante arriscada. Trabalhar com esse mercado é uma tarefa bastante complicada, visto que todos os seus recursos surgiram por meio da internet e expandiram-se pelo mundo todo, sem que antes pudesse ser regulamentado pelos países envolvidos.

Para os governos mundiais, em geral, a maior das preocupações é o uso das criptomoedas para fins ilegais. Isso ocorre, pois, as moedas digitais apresentam um sistema muito sigiloso de suas transações, dificultando toda e qualquer investigação. Quando se usa o dinheiro comum, cada país possui suas próprias leis de modo que a fiscalização adequada seja possível.

É por isso que a Rússia tem trabalhado em leis que regulamentam o uso comercial em grande escala dos criptoativos. O intuito e manter sob controle diversos aspectos dessa economia, tais como ICOs, tokens e Blockchain, além de monitorar e restringir certos tipos de transações.

A Rússia vem desenvolvendo essas questões desde o início do ano, mas somente agora foi possível visualizar medidas mais efetivas e colocar a regulamentação inicial em prática. Na última semana, um banco russo, chamado de Sterbank, anunciou o lançamento de uma ICO oficial do país.

Uma ICO nada mais é que uma “oferta inicial de compra”, pela qual pode-se obter os títulos (tokens) de certa quantidade de uma certa quantidade de moedas logo no seu lançamento. Para tornar as regulamentações da Rússia mais coerentes, o parlamento lembrou que esse tipo de token será considerado um patrimônio, mas não será tratado como dinheiro.

Vale lembrar que o lançamento ainda se encontra em fase de testes, e que apenas será efetivado caso apresente um bom retorno para a economia Russa. O principal aspecto buscado é a transparências das transações, que não era possível obter em outros criptos. Assim, serão testados tanto a eficiência da regulamentação, quanto do novo ativo criado.

Deixe um comentário

COMPRE BITCOIN COM REALAmefuri Blog -